7.27.2010

A influência que as pessoas que te cativam é, no mínimo, absurda, se pararmos para pensar.
Ter um pai incompreensível, por exemplo, vai fazer de ti um adulto com problemas.
Ao contrário do que muitos podem dizer, a maioria das pessoas não é normal o suficiente pra dizer que se tornou um adulto 'saudável', nem mesmo os 'bem sucedidos'.

Enfim...
Tenham todos uma boa viagem.

-Pai, eu briguei com a Elisa...
-Tá, e daí?
-E daí que eu amo ela...
-Filho, tu não ama ela, tu não sabe o que é o amor! Tua mãe, meu filho, sempre me fez feliz, por isso amava ela. *atendendo uma ligação da namorada*
-Mas... tá. Eu vou terminar com ela...


Entendo perfeitamente quando alguém não consegue entender o sentimento alheio, não sou nenhum dono da verdade, afinal.
Todavia, não creio que um pai não consiga simplesmente abraçar o filho sem julgá-lo ou xingá-lo.
Tento acreditar que seja somente uma super proteção, mas, no fundo, eu sei que é preguiça de tentar entrar um minuto que seja dentro do meu coração.

Eu sei que eu durmo tarde, que eu acordo tarde, que eu não tenho paciência pros sermões dele, que eu prefiro (E ADMITO) ir à uma festa do que trabalhar do lado dele para que possamos ser 'ricos', mas qual a dificuldade de deixar eu fazer as coisas do meu jeito?
Já disse, se der tudo errado vai dar tudo errado.

Canso minha mente pensando no sucesso dele e no meu possível fracasso, porém, eu sei que existem muitos tipos de sucesso.
Já me peguei discutindo com pessoas que acham importante a gente 'pegar muitas minas' ou que é legal ser rico, mas são pontos de vista diferentes de sucesso.


Gosto mais de conversar com pessoas que praticam artes marciais, que querem encontrar o amor verdadeiro ou que sonham em atingir a perfeição espiritual. Talvez isso mostre os tipos de sucesso que eu busco!

Mas... Será que as pessoas que eu gosto entenderão isso?
Eu talvez não queira ser podre de rico, não queira 'comer' muitas mulheres e nem queira ser mais uma pessoa respeitada por estar dentro dos padrões.

Talvez eu queira andar com pessoas felizes, que não ligam para a roupa que estão usando, que sejam confiáveis e que não liguem se minha casa não estiver com internet naquele dia, mas irão me visitar por gostarem da minha compania.


-PAI, DEIXE-ME FAZER DO MEU JEITO! É difícil entender que eu não acordo cedo por que não vejo mais motivo para tal e que, se tu continuares a me julgar um 'merdinha', como dizes, eu jamais vou encontrar esse motivo?
-AAAH! MAS EU NUNCA FUI ASSIM! Falta de exemplo nunca foi, sempre te dei tudo e sempre trabalhei duro... Mas tu continua dando desculpas pra ser um vagabundo!
-É... Realmente tu nunca vai entender. Espero que eu tenha forças pra seguir minha vida e ser feliz. ♥



O que quero dizer é: Todos nós precisamos de apoio, carinho e uma pessoa que entenda a razão das nossas atitudes estúpidas...
NÃO! Não que entenda! Ela não precisa entender!

Um abraço singelo que diga "Eu não te compreendo, amigo, mas eu sei que tu precisa de mim..." é tudo que eu quero na minha vida.
O problema todo é que eu insisto em pedir isso das pessoas erradas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário