7.29.2010

Amor
"Nós sabemos que eu não consigo construir um poema.
Porque as palavras, como garotas, se entediam e correm!
C'est la vie! Eu digo: 'Eu tenho tantas coisas melhores...',
mas eu não tenho nada.
Você deveria ver... eu fumo até dormir."

É, amor, as coisas são mais complicadas do que imaginamos ser.
Só sentimos a verdade, de fato, quando passamos por essa ou aquela fase da vida.
Meu melhor conselho sempre foi e sempre será:
"Viva o momento! Mas saiba que tu um dia vai esquecer disso."

Boa viagem, amigos.





Tive uma namorada esses tempos... Estranho isso, mas foi a única que tive em 19 anos de vida.

Amava ela como amei os melhores momentos da minha vida, afinal, alguns dos meus melhores momentos da vida foram ao lado dela.
Seus cabelos, seus olhos, boca, pescoço, seios, pernas e pés e até mesmo uma pequena cicatriz que ela tinha abaixo do olho esquerdo, em função de uma catapora quando criança, me deixavam atordoado. Não por sentir aquele tesão seco que temos por alguém bonito que vemos na televisão, mas, sim, por me sentir aconchegado.

Via nela uma princesa, um amor verdadeiro...

Enfim, não durou mais do que um ano.
Vai entender... Escorpianos não duram perto um do outro.



Vi um clip de música esses dias que mostrava um casal se separando e o protagonista se perguntando se tinha valido a pena e desejando, no fundo, que ela tivesse encontrado um amor.

Penso assim também, quero muito que todas as pessoas que eu, porventura, me separei encontrem a felicidade.
Mas o que mais me chamou atenção foi o fato de ele ter se encontrado com outras pessoas, e nenhuma delas o completar.

Passei por isso, mas tenho fé de que vou encontrar alguém uma hora ou outra.


O problema todo é que as vezes eu encontro alguém, mas esse alguém, como uma amiga comentou comigo esses dias, ou mora longe ou é do mesmo sexo que você.
A ponte da distância eu até consigo encontrar maneiras de atravessar, mas a outra realmente é complicada. Pelo menos acabo tendo bons amigos, de qualquer maneira.


Arrependimento é uma palavra forte demais. Não devemos nos arrepender das coisas, até porque, só podemos nos arrepender das coisas que nós mesmos fizemos, e seria idiotice se arrepender depois, somente, e não lembrarmos das consequências antes de cada atitude.

Só o que quero passar agora é: amem com toda força possível e, caso cansarem, durmam um pouco e voltem a amar no dia seguinte.
O orgulho nada fez pela humanidade se não jogar amores verdadeiros para baixo do tapete e criar guerras estúpidas.


Digo... Jamais fui perfeito, todavia, dicas e conselhos são de graça e, como o vinho, as coisas mais baratas são as piores. Pode até ser que seja bom na hora, conveniente talvez, mas, no futuro, não será de utilidade.
A verdade, no fim da história toda, dorme dentro de cada um de nós. Procure-a lá dentro.♥



Nenhum comentário:

Postar um comentário